quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Dragão, Píncaro da Criação

Poesia - Cláudio Talesman - Dragão, Píncaro Da Criação

Na solidão de minha caverna
Aguardo no escuro pacientemente
Por alguém para amealhar meu tesouro

Será alvo de uma fúria e baforada
Fruto de meus dragões mal alimentados.

E se encontro um mais forte
Fujo num bater de asas
Preferível a batalhar
E arriscar minhas placas escamadas.

É com paciência que se vencem batalhas
E para isso fico no ar
Fora de alcance
Observante do medo a surgir em tua testa
Por menor que seja
Ao meu sentido aguçado não ficará despercebido.

E se não agora
Amanhã com teus descendentes
Tomarei o que é meu de direito.
Pois eu sou Dragão, Píncaro da Criação.


´