sexta-feira, 24 de junho de 2016

Os Colossos de Memnon - as estátuas que cantam

Os Colossos de Memnon: As estátuas que cantam

Toneladas e toneladas de pedra de quartzito podem cantar?
 Essas duas enormes estátuas foram originalmente construídas como parte de um templo mortuário de governante egípcio Amenhotep III. Estão localizadas no que é agora Luxor, Egito, mas foi chamado Tebas - a capital do império egípcio - na época. E se você está se perguntando por que estamos chamando-os de Colossi de Memnon, em vez do templo funerário de Amenhotep III ou algo assim, você deve se lembrar que, quando Alexandre, o Grande chegou ao poder em 332 a.C, ele praticamente assumiu tudo (incluindo Egito). Gregos e romanos começaram a chegar para ver as vistas, e é assim que a figura grega Memnon veio a ser associado com o lugar.
A primeira referência escrita sobre as estátuas “cantarem” vem do historiador grego e geógrafo Estrabão, que afirmou ter ouvido o som durante uma visita no ano 20 A.C. Estrabão disse que ouviu o canto “como um sopro ou assovio”. O viajante grego do século II e geógrafo Pausanias descreveu o som como “uma linha de lira quebrando-se”.


Os Colossos de Memnon: As estátuas que cantam
Foto; Autor desconhecido

Fontes: Mistérios do Mundo e Wikipedia